Home Arqueologia Bíblica Turista acha por acaso artefato de 1.800 anos citado em coletânea sagrada dos judeus

Turista acha por acaso artefato de 1.800 anos citado em coletânea sagrada dos judeus

autor: Últimos Acontecimentos

Uma antiga fonte que corresponde a uma descrição no Talmude Babilônico foi descoberta acidentalmente por um visitante do Parque Nacional de Séporis, no norte de Israel.

Arqueólogos dizem que o artefato, que lembra uma cabeça de leão antropomorfa (com forma ou aparência humana), foi muito provavelmente vista como “idólatra” pelos judeus da época e foi mencionada no Talmude Babilônico.

Os chafarizes em forma de rostos humanos inspirados em criaturas mitológicas vertendo água a partir de um tubo de chumbo inserido em suas bocas eram comumente usados em construções dos períodos helenístico e romano, relata o The Jewish Voice.

​Uma bica de fonte de 1.800 anos em forma de rosto foi descoberta por acaso por um visitante no Parque Nacional de Sépoiris, na Galileia, anunciou na segunda-feira a Autoridade de Natureza e Parques de Israel

Segundo o Talmude Babilônico, escrito há quase 2.000 anos, o uso dessas cabeças de fontes poderia ser interpretado como adoração de ídolos.

Esta antiga bica d’água foi descoberta perto dos antigos banhos públicos do sítio arqueológico por David Goren, que tropeçou nela e a entregou às autoridades.

​Israel: Bica d’água ‘idólatra’ de 1.800 anos foi descoberta na Galileia

Ela mede aproximadamente 15 centímetros de diâmetro e é feita de mármore, muito provavelmente originário da Turquia.

“O Parque Séporis, batizado com o nome da antiga capital da Galileia e que abriga inúmeros vestígios, nunca deixa de surpreender com as descobertas arqueológicas que ali são feitas”, exultou Yossi Bordovich, arqueólogo da Autoridade Nacional para a Natureza e Parques de Israel, citado pelo jornal.

“Restos de dezenas de belos mosaicos romanos e bizantinos fizeram de Séporis um local de renome internacional, enquanto nos últimos anos escavações adicionais descobriram um antigo lugar para produção de vinho, uma pequena estatueta em forma de touro e uma piscina de água que pode ter sido usada pelo rabino Yehuda Hanasi”, acrescentou Yossi.

A fonte deverá ser entregue à Autoridade de Antiguidades de Israel e mais tarde estará em exposição no Parque Nacional de Séporis, patrimônio mundial da UNESCO, ao lado de inúmeros outros artefatos bem conservados.

Fonte: Sputnik.

02 de junho de 2020.

Postagens Relacionadas

Deixe um Comentário