Home Fomes Fome ligada ao coronavírus causa 10.000 mortes de crianças a cada mês

Fome ligada ao coronavírus causa 10.000 mortes de crianças a cada mês

autor: Últimos Acontecimentos

Está chegando a estação das vacas magras para os filhos de Burkina Faso. E desta vez, a longa espera pela colheita está trazendo uma fome mais feroz do que a maioria já conheceu.

Essa fome já está assolando Haboue Solange Boue, uma criança que perdeu metade do seu antigo peso corporal de 5,5 libras (2,5 kg) no último mês. Com os mercados fechados por causa das restrições ao coronavírus, sua família vendeu menos vegetais. Sua mãe está desnutrida demais para cuidar dela.

“Minha filha”, sussurra Danssanin Lanizou, sufocando as lágrimas enquanto abre um cobertor para revelar as costelas salientes do bebê. O bebê choraminga sem som.

Em todo o mundo, o coronavírus e suas restrições estão empurrando as comunidades já famintas para fora, cortando fazendas escassas de mercados e isolando aldeias de alimentos e assistência médica. A fome ligada ao vírus está levando à morte de mais de 10.000 crianças por mês durante o primeiro ano da pandemia, de acordo com uma chamada urgente à ação das Nações Unidas compartilhada com a Associated Press antes de sua publicação na revista médica Lancet.

Além disso, mais de 550.000 crianças adicionais a cada mês estão sendo atingidas pelo chamado desperdício, de acordo com a desnutrição da ONU que se manifesta em membros finos e barrigas distendidas. Em um ano, isso representa um aumento de 6,7 milhões em relação ao total de 47 milhões do ano passado. Desperdiçar e atrofiar pode danificar permanentemente as crianças física e mentalmente, transformando tragédias individuais em uma catástrofe geracional.

“Os efeitos na segurança alimentar da crise do COVID refletirão muitos anos a partir de agora”, disse Francesco Branca, chefe de nutrição da Organização Mundial da Saúde. “Haverá um efeito social.”

No Burkina Faso, por exemplo, uma em cada cinco crianças é desnutrida cronicamente. Os preços dos alimentos dispararam e 12 milhões dos 20 milhões de habitantes do país não recebem o suficiente para comer.

Fonte: Times Of Israel.

“…e haverá fomes,” Mateus 24:7

27 de julho de 2020.

Postagens Relacionadas

Deixe um Comentário