Home Guerras Israel ataca alvos militares sírios em resposta a tentativa de ataque na fronteira

Israel ataca alvos militares sírios em resposta a tentativa de ataque na fronteira

autor: Últimos Acontecimentos

Os militares israelenses realizaram uma série de ataques aéreos contra alvos militares sírios na segunda-feira à noite, em resposta a uma tentativa de ataque na fronteira no Golan Heights na noite anterior, disse as Forças de Defesa de Israel.

A IDF disse que bombardeou postos de observação sírios, equipamentos de coleta de informações, canhões antiaéreos e infraestrutura de comando e controle.

“Caças das IDF, helicópteros de ataque e outras aeronaves atacaram alvos do Exército Sírio no sul da Síria, em resposta ao incidente de plantio de bombas que foi frustrado ontem nas colinas de Golã, no sul”, disse a IDF.

“A IDF vê o regime sírio como responsável por todas as atividades que ocorrem em seu território e continuará a agir com determinação contra todas as violações da soberania do Estado de Israel”, disseram os militares em comunicado.

A mídia estatal síria confirmou que os ataques ocorreram. O veículo oficial de notícias da SANA informou que as defesas aéreas do país foram ativadas pelos mísseis que chegavam, que atingiam locais a sudoeste de Damasco.

A SANA citou uma fonte militar dizendo que o ataque causou apenas danos materiais e nenhum ferimento.

Na noite de domingo, as tropas israelenses avistaram um grupo de quatro suspeitos entrando no território israelense – enquanto ainda permaneciam no lado sírio da cerca de segurança – e plantando uma série de explosivos perto de um posto não tripulado das Forças Armadas.

Uma equipe de forças especiais no solo e aeronaves abriram fogo contra os militantes, matando-os. Nenhum soldado israelense foi ferido.

Na noite de segunda-feira, o jornal Haaretz informou que os militares acreditavam que uma milícia por procuração iraniana era responsável pela tentativa de ataque, não pelo Hezbollah, com o qual Israel esteve em impasse nas últimas duas semanas.

Nas últimas duas semanas, o grupo terrorista libanês ameaçou retaliar a morte de um de seus combatentes na Síria, em um ataque aéreo que atribuiu a Israel, mas que o Estado judeu não reconheceu oficialmente realizar.

A IDF não confirmou imediatamente o relatório.

Os militares disseram que as tropas que vasculharam a área da tentativa de ataque de domingo encontraram uma arma, além de uma mochila com várias outras bombas, prontas para uso.

Os itens foram encontrados no território israelense, a 25 metros da fronteira, informou o Exército.

O exército disse que oficiais militares se reuniram com o major-general da UNDOF, Ishwar Hamal, à tarde, para mostrar aos soldados da paz da ONU a cena do incidente.

“Na reunião, o comandante da divisão enfatizou que as IDF não permitiriam ser prejudicadas a segurança dos residentes do Estado de Israel e sua soberania, e que as IDF consideram o Estado da Síria responsável por tudo o que acontece em seu território”, disse o exército em um comunicado.

O exército também divulgou vídeo do incidente, mostrando figuras se aproximando de uma cerca perto da fronteira e sendo atingidas por um míssil.

Segundo o IDF, o posto avançado onde os homens colocaram o explosivo estava localizado em um enclave na área de Tel Fares, ao longo da fronteira que anteriormente abrigava uma clínica operada por uma instituição de caridade cristã, sob os auspícios do IDF, para tratar civis sírios que foram afetados pela guerra civil do país. Foi fechado quando as forças do ditador sírio Bashar Assad retomaram o Golan sírio em 2018.

Fonte: Times Of Israel.

“E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;…” Mateus 24:6

03 de agosto de 2020.

Postagens Relacionadas

Deixe um Comentário