Home GuerrasArmênia x Azerbaijão Armênia fortalecerá laços militares com a Rússia após derrota em Karabakh

Armênia fortalecerá laços militares com a Rússia após derrota em Karabakh

autor: Últimos Acontecimentos

A Armênia espera uma “cooperação mais profunda” com a Rússia nos campos militar e de segurança, após uma trégua anunciada na disputada região de Nagorno Karabakh.

Em reunião realizada neste sábado com o ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, à frente de uma delegação, o primeiro-ministro da Armênia, Nikol Pashinyan, agradeceu à Rússia por seu apoio na restauração da paz em Nagorno Karabakh e transmitiu a vontade de Yerevan de aprofundar os laços militares e de segurança com Moscou, especificamente, após o fim da guerra com o Azerbaijão.

O primeiro-ministro armênio destacou que a situação era difícil mesmo antes da guerra, mas agora, depois de selar um cessar – fogo anunciado em 9 de novembro , em Nagorno Karabakh, a situação sócio-política na área é ainda mais difícil.

“A situação está mais difícil agora. Esperamos que durante este período possamos aprofundar nossa cooperação com a Federação Russa, incluindo a área de segurança, mas não apenas em questões de segurança, mas também em cooperação técnico-militar” , disse Pashinyan de Yerevan, a capital armênia.

O presidente também está convencido de que Yerevan e Moscou continuarão a aprofundar seus laços e cooperação, “no futuro estratégico”; uma cooperação que, com o passar do tempo, ganhará mais força e será cada vez mais estratégica e mais próxima, sublinhou.

Shoigú discutiu com Pashinyan e seu homólogo armênio, Vagarshak Arutiunián, o fim das hostilidades na área disputada e destacou que a principal tarefa hoje é evitar o derramamento de sangue na região.

“Ainda há muito trabalho a ser feito, mas espero que desta vez tenha como objetivo normalizar a vida pacífica em Karabakh”, disse o Ministro da Defesa russo, citado pelo serviço de imprensa do Gabinete Armênio.

O pacto “extremamente doloroso”, segundo Pashinián, estabelece que Armênia e Azerbaijão ficarão com as áreas “conquistadas”. Além disso, a Armênia deve entregar outros distritos que eram controlados desde os anos 90 por suas forças: Kalbajar antes de 15 de novembro de 2020 , Agdam antes de 20 de novembro de 2020 e Lachin antes de 1º de dezembro de 2020.

O presidente russo, Vladimir Putin, alertou na sexta-feira que “a guerra será a única alternativa” à trégua anunciada em Nagorno Karabakh.

A Armênia e o Azerbaijão estão separados desde o início do conflito de Nagorno Karabakh em 1988, quando este enclave, com o apoio do governo da Armênia, decidiu se tornar independente da então República Socialista Soviética do Azerbaijão.

Em 1994, um cessar-fogo pôs fim ao conflito entre esses países – com um número de mortos de 30.000 – mas não resolveu o problema, de modo que escaramuças têm sido frequentes na fronteira desde então.

Fonte: HispanTv.

“E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;…” Mateus 24:6

21 de novembro de 2020.

Postagens Relacionadas

Deixe um Comentário