Home Guerras Lavrov: Israel deve informar Moscou sobre as ameaças iranianas na Síria, não bombardeá-los

Lavrov: Israel deve informar Moscou sobre as ameaças iranianas na Síria, não bombardeá-los

autor: Últimos Acontecimentos

O ministro das Relações Exteriores russo, Sergey Lavrov, se manifestou contra os ataques aéreos israelenses contra sites ligados ao Irã na Síria na segunda-feira, dizendo que Jerusalém deveria fornecer inteligência a Moscou sobre essas ameaças para que pudesse “neutralizá-las”.

“Se Israel é realmente forçado a responder a ameaças à segurança israelense vindas do território sírio, já dissemos aos nossos colegas israelenses muitas vezes: se vocês virem tais ameaças, dê-nos a informação”, disse Lavrov em entrevista coletiva, de acordo com o site de notícias Sputnik do Kremlin.

Os comentários foram feitos menos de uma semana depois de Israel ter lançado uma grande série de ataques aéreos importantes contra alvos ligados ao Irã no leste da Síria. No passado, a Rússia usou uma linguagem muito mais dura para reprovar as Forças de Defesa de Israel por seus ataques aéreos contra alvos iranianos e sírios na Síria.

O ministro das Relações Exteriores da Rússia acrescentou que Moscou não quer que a Síria seja o campo de batalha de uma guerra israelense-iraniana.

“Portanto, nossos queridos colegas israelenses, se vocês têm fatos de que seu estado está enfrentando ameaças do território sírio, relatem os fatos com urgência e tomaremos todas as medidas para neutralizar a ameaça”, disse Lavrov.

A Rússia implantou uma grande presença militar na Síria para apoiar o ditador Bashar Assad durante a guerra civil brutal de seu país. Para evitar confrontos indesejados, Jerusalém e Moscou mantiveram o chamado mecanismo de deconflição, que permitiu aos dois países se comunicarem efetivamente e evitar altercações.

Esse mecanismo tem sido geralmente bem-sucedido, com a notável exceção de um incidente em setembro de 2018, no qual um avião espião russo foi abatido por um míssil antiaéreo sírio disparado em resposta a um ataque israelense. Moscou culpou Israel pelas mortes das tropas a bordo da aeronave, dizendo que aviões israelenses haviam se escondido atrás da aeronave russa, uma acusação que as FDI negaram veementemente.

Embora ambos tenham apoiado Assad durante a guerra civil na Síria, a Rússia e o Irã nem sempre estão de acordo com o futuro do país. Moscou geralmente é vista como uma esperança de reconstruir e estabilizar a Síria, algo que Teerã ameaça perturbar com o lançamento de ataques contra Israel a partir do território sírio.

Fonte: Times Of Israel.

“E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;…” Mateus 24:6

18 de janeiro de 2021.

Postagens Relacionadas

Deixe um Comentário