Home Conhecendo mais sobre Manobras da OTAN em 1983 poderiam ter provocado guerra nuclear com URSS, segundo dados revelados

Manobras da OTAN em 1983 poderiam ter provocado guerra nuclear com URSS, segundo dados revelados

por Últimos Acontecimentos
282 Visualizações

Por causa das manobras Able Archer da OTAN, a União Soviética preparou-se para uma guerra nuclear com os Estados Unidos em 1983, escreve The Drive, referindo-se a materiais desclassificados pelo Departamento de Estado dos EUA.

O documento inclui múltiplos detalhes sobre a situação instável ocorrida em 1983, bem como o texto quase não editado de um alto funcionário da inteligência norte-americana, o tenente-general Leonard H. Perroots.

De acordo com esses dados, em 2 de novembro de 1983 os aviões do 16º Exército Aéreo soviético, localizado na Alemanha Oriental, foram colocados em estado de alerta elevado. Equipados com armas nucleares, os aviões destinavam-se a destruir alvos do adversário na primeira linha.

Os especialistas explicaram a preparação da União Soviética para a guerra com um mal-entendido ocorrido por causa das manobras da OTAN, cujo objetivo era “a verificação da capacidade das forças da Aliança na Europa e fora de suas fronteiras de travar guerras nucleares de uma maneira realista”.

Segundo o relatório do Conselho Consultivo de Inteligência Estrangeira do Presidente (PFIAB, na sigla em inglês), a reação da URSS e países do Pacto de Varsóvia aos exercícios Able Archer foi sem precedentes.

Enquanto as manobras Able Archer da OTAN eram regulares, e a URSS sabia disso, as autoridades soviéticas, no entanto, consideravam muito provável que a Terceira Guerra Mundial começasse com um ataque surpresa da OTAN sob cobertura de um tal exercício, diz a mídia.

“Em 1983 nós podemos ter involuntariamente colocado nossas relações com a União Soviética por um fio”, concluiu o PFIAB.

Fonte: Sputnik.

“E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;…” Mateus 24:6

24 de fevereiro de 2021.

Postagens Relacionadas

Deixe um comentário