Home Guerras Pelo menos 23 soldados iranianos e sírios mortos em ataques israelenses na Síria

Pelo menos 23 soldados iranianos e sírios mortos em ataques israelenses na Síria

autor: Últimos Acontecimentos

Pelo menos 23 membros das forças do regime iraniano e sírio foram mortos em ataques aéreos israelenses no leste da Síria na manhã de quarta-feira, e mais de 28 milicianos ficaram feridos, alguns gravemente, segundo um monitor de guerra do Reino Unido.

A Agência de Notícias Árabe Síria (SANA) informou que Israel havia atingido alvos na governadoria de Deir ez-Zor, citando uma fonte militar dizendo que o ataque ocorreu logo após a 1h, mas não forneceu mais detalhes.

O Observatório Sírio de Direitos Humanos (SOHR) informou que a área entre a cidade de Deir ez-Zor e a fronteira Síria-Iraque, nos distritos de al-Mayadin e al-Bukamal, foi atingida nada menos que 18 vezes. Os alvos incluíram armazéns usados ​​para armazenar armas, de acordo com o relatório.

As forças do Corpo da Guarda Revolucionária Islâmica Iraniana (IRGC), o Hezbollah libanês e “Fatemiyoun” —aka Hezbollah Afeganistão — são conhecidos por estarem estacionados nesta região, que abriga um centro de treinamento de combatentes, de acordo com o SOHR.

A AP citou um alto funcionário da inteligência dos EUA com conhecimento do ataque, dizendo que os ataques aéreos foram realizados com inteligência fornecida pelos Estados Unidos e visavam uma série de armazéns na Síria que estavam sendo usados ​​como parte do oleoduto para armazenar e preparar o iraniano armas. O funcionário disse que os depósitos também serviram como um oleoduto para componentes que apóiam o programa nuclear iraniano.

O monitor de guerra relatou na terça-feira que as forças da milícia Fatimeyoun descarregaram um carregamento de mísseis iranianos que entraram no país vindos do Iraque em armazéns alugados de civis na área de Kua Ibn Aswad, entre a cidade de al-Mayadin e a cidade de Mahkan, no leste de Deir ez- Zor.

Os ataques aéreos de quarta-feira seguem-se a ataques a alvos ao sul de Damasco em 6 de janeiro, que a mídia estatal síria também atribuiu a Israel. De acordo com a Step News Agency, um meio de comunicação identificado com grupos rebeldes sírios, o alvo dos ataques foi uma instalação pertencente a milícias pró-iranianas, na aldeia Sahnaya nas Colinas de Golan da Síria. SOHR relatou várias vítimas na greve.

Em 7 de janeiro, o SOHR relatou que quatro pessoas foram mortas e uma ferida quando um drone não identificado teve como alvo um veículo pertencente à milícia de Mobilização Popular do Iraque que tentava entrar na Síria através de um cruzamento não oficial da fronteira perto da cidade de al-Bukamal.

Fonte: Breaking Israel News.

“E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;…” Mateus 24:6

13 de janeiro de 2021.

Postagens Relacionadas

Deixe um Comentário