Home Guerras Rússia ordena que tropas se preparem para ‘desenvolvimentos adversos’ da OTAN

Rússia ordena que tropas se preparem para ‘desenvolvimentos adversos’ da OTAN

por Últimos Acontecimentos
133 Visualizações

O ministro da Defesa da Rússia concluiu uma inspeção-surpresa das Forças Armadas do país, e ordenou seu regresso “aos pontos de destacamento permanentes”, elogiando a prontidão dos militares.

Sergei Shoigu, ministro da Defesa da Rússia, assistiu nesta quinta-feira (22) aos exercícios militares russos que acabaram de começar em Opuk, Crimeia, e que contam com participação de mais de 10.000 soldados, 1.200 veículos e 40 navios de guerra, disse o Ministério da Defesa.

Shoigu anunciou a conclusão das inspeções-surpresa das Forças Armadas russas nos Distritos Militares do Sul e Ocidental da Rússia, onde estavam decorrendo os exercícios militares.

“As Forças Armadas russas respondem adequadamente a todas as mudanças na situação perto das fronteiras da Rússia. Aqui, na Crimeia, durante uma inspeção-surpresa, têm sido praticadas ações de defesa antissubmarino da costa marítima”, relatou Shoigu.

O ministro observou que os exercícios “envolviam sistemas de mísseis Bal e Bastion costeiros, veículos aéreos não tripulados modernos Inokhodets, lanchas de patrulha rápida Raptor, bem como outras armas mais recentes e promissoras”.

O ministro instruiu “o Estado-Maior General, os comandantes das tropas dos distritos militares e as tropas aerotransportadas a planejar e proceder com o retorno das tropas aos pontos de destacamento permanentes a partir de 23 de abril [sexta-feira], conduzir uma análise detalhada e resumir os resultados da inspeção-surpresa das tropas”.

Perigos potenciais

Apesar de tudo, Shoigu disse que a Rússia está acompanhando de perto os exercícios Defensor da Europa (Defender Europe) da OTAN, exigindo que as Forças Armadas russas estejam prontas para uma resposta imediata em caso de “desenvolvimentos adversos” da situação.

“Estamos acompanhando de perto a transição das tropas da Aliança [Atlântica] para a área dos próximos exercícios Defensor da Europa 2021. Foram criados centros de coordenação na Polônia, Eslováquia, Hungria, Romênia e Bulgária para garantir a reunião das tropas e os suprimentos da OTAN.”

De acordo com o ministro da Defesa russo, “um dos principais grupos de coalizão de tropas da aliança está sendo implantado na região do mar Negro”.

“Armas e equipamentos militares e especiais estão chegando atualmente aos portos gregos”, detalhou Sergei Shoigu.

“Continuem monitorando a situação nas áreas do exercício Defensor da Europa. Estejam prontos para uma resposta imediata em caso de […] desenvolvimentos adversos”, ordenou o ministro russo.

A OTAN deve realizar as manobras militares Defensor da Europa 2021 em maio e junho, as maiores desde a Guerra Fria, que praticarão as habituais ações defensivas e ofensivas no Leste Europeu e nos países bálticos.

Ao contrário dos anos anteriores, em 2021 será dada atenção especial não ao leste, mas ao sudeste europeu. As manobras estão planejadas em Montenegro, Kosovo e Albânia, com a participação de militares locais. A Bulgária e a Romênia serão os anfitriões dos exercícios de defesa aérea, enquanto a Hungria servirá como retaguarda.

Fonte: Sputnik.

“E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;…” Mateus 24:6

22 de abril de 2021.

Postagens Relacionadas

Deixe um comentário