Home Israel Washington ameaça impedir que aviões israelenses pousem nos EUA

Washington ameaça impedir que aviões israelenses pousem nos EUA

por Últimos Acontecimentos
149 Visualizações

A administração Biden advertiu no fim de semana que Israel estava cortejando uma crise ao permitir que apenas sua própria companhia aérea nacional, El Al , devolvesse israelenses presos ao estado judeu em meio a um bloqueio contínuo do Coronavírus.

Israel e os Estados Unidos têm um acordo de “céu aberto” segundo o qual nenhum dos dois pode dar tratamento preferencial às suas próprias companhias aéreas nacionais, mas deve facilitar a concorrência aberta entre todas as companhias aéreas.

Jerusalém argumenta que a crise do Coronavírus é uma situação única e que o acordo de céus abertos não deve ser aplicado, já que Israel trabalha para manter todos os seus cidadãos em casa e isolados de uma maneira que não coloque em risco o resto da população.

O Departamento de Transporte dos EUA discorda e entrou com uma queixa oficial acusando Israel de “práticas anticompetitivas” por não permitir que transportadoras americanas participassem desses “voos de resgate”. Se a reclamação for encaminhada para a “Fase 2” sob o acordo de céu aberto, a El Al seria impedida de pousar em aeroportos nos Estados Unidos.

O Channel 12 News informou que funcionários da Casa Branca de Biden enviaram uma mensagem a Israel exigindo saber: “Por que você quer uma crise com o novo governo [dos EUA]? Que nossos aviões voem para Israel.”

Na verdade, os aviões americanos ainda estão voando para Israel, mas estão restritos ao serviço de carga. Em 25 de janeiro, em resposta ao aumento das taxas de infecção de COVID-19, Israel fechou o Aeroporto Ben Gurion para todo o tráfego de passageiros. Mas, os milhares de israelenses que já estavam no exterior precisavam de um caminho para casa, então El Al foi incumbido de recuperá-los.

De acordo com os regulamentos atuais, esses voos de resgate da El Al são os únicos voos com permissão para pousar com passageiros no Aeroporto Ben Gurion até o fim do fechamento.

Fonte: Israel Today.

14 de fevereiro de 2021.

Postagens Relacionadas

Deixe um comentário