Home Pestes Bactéria carnívora espalha-se na Austrália e mosquito é apontado como possível transmissor

Bactéria carnívora espalha-se na Austrália e mosquito é apontado como possível transmissor

por Últimos Acontecimentos
255 Visualizações

Um alerta de saúde urgente foi emitido após uma infecção cutânea ser encontrada pela primeira vez em Melbourne, na Austrália.

A infecção em questão é causada pela bactéria Mycobacterium ulcerans, que muitas vezes é de início descartada como uma picada de inseto, com o nódulo indolor que surge em uma parte do corpo, a qual lentamente se transforma em uma úlcera destrutiva.

“Vários casos de úlcera de Buruli ocorreram nas áreas de Essendon, Moonee Ponds e Brunswick West, no interior de Melbourne”, disse o diretor de Saúde do estado australiano de Vitória, Brett Sutton.

Ele acrescentou ainda que “o risco de contrair úlcera de Buruli nestas áreas é considerado baixo. No entanto, esta é a primeira zona não costeira em Vitória a ser identificada como uma área de risco potencial”.

O professor Sutton disse que as análises genéticas das bactérias de cada pessoa “apontam para uma fonte comum de infecção na área”.

“A fonte potencial de bactéria Mycobacterium ulcerans no norte de Melbourne não foi estabelecida, embora as bactérias tenham sido isoladas das fezes de um gambá local”, afirmou o professor ressaltando que a doença não é transmissível de pessoa para pessoa.

Ele também procurou dissipar as preocupações, apontando que não havia evidências de transmissão da doença de gambás diretamente para humanos.

Embora muitas vezes descartada como mera picada de inseto no início, a úlcera de Buruli é uma infecção de pele geralmente encontrada na África Ocidental ou Central e é, na maioria das vezes, associada à água estagnada.

Evidências recentes têm associado picadas de mosquito à transmissão da doença, escreve Daily Mail.

Fonte: Sputnik.

“…e pestes…” Mateus 24:7

23 de fevereiro de 2021.

Postagens Relacionadas

Deixe um comentário