Home Artigos Crise alimentar: Rabino prevê que o Messias aparecerá em breve

Crise alimentar: Rabino prevê que o Messias aparecerá em breve

por Últimos Acontecimentos
164 Visualizações

Um meio de comunicação israelense está relatando em hebraico uma previsão rabínica de mais de 200 anos a respeito da diminuição do suprimento mundial de alimentos que estava previsto para ocorrer agora, em nosso tempo (!), E como ela anuncia o reino messiânico em Israel.

Os bloqueios globais da COVID perturbaram grandes setores de muitas economias e causaram certo grau de crise alimentar global. Mesmo antes disso, pesquisadores de várias áreas alertam há anos para uma crise de escassez de alimentos que se aproxima. O crescimento da população mundial está ultrapassando a produção de alimentos.

O rabino Schneur Zalman de Liadi (1745-1812) usou informações que aparecem na Torá a respeito do imposto de meio siclo (Êxodo 30) para calcular um tempo previsto em que o suprimento mundial estaria chegando ao fim. Seus cálculos apontavam para o ano de 2015! O rabino disse que depois que isso acontecesse, o Messias chegaria. (Zalman foi o fundador do movimento hassídico Chabad e seu primeiro rebbe. Ele viveu na Europa Oriental.)

Muito antes da predição do Rabino Zalman, o Novo Testamento continha profecias apocalípticas que incluíam fome. O terceiro cavaleiro do apocalipse em Apocalipse 6 segurava uma balança para pesar cevada e anunciava a alta dos preços dos grãos, o equivalente a um saco de um quarto/litro de farinha por mais de US$ 100.

Yeshua profetizou: “Você ouvirá falar de guerras e rumores de guerras, mas cuide para não se alarmar. Nação se levantará contra nação, e reino contra reino. Haverá fomes e terremotos em vários lugares. Tudo isso é o início das dores de parto.” (Mateus 24:6-8)

A fome tem ocorrido aqui e ali por milhares de anos, por exemplo, aqui mesmo em Israel durante a vida de Isac e José, ou a fome da batata irlandesa em meados do século XIX.

Então, que tipo de fome precisaríamos ver para indicar o cumprimento dessas profecias do tempo do fim? Para dizer “É isso”?

Enquanto isso, enquanto a China aparentemente está comprando suprimentos mundiais de grãos para alimentar seu povo, aqui em Israel a maior parte dos alimentos é cultivada localmente. Mesmo quando as restrições da COVID fecharam os céus israelenses para a importação de alimentos frescos, não vimos nenhuma mudança significativa nas prateleiras de nossas mercearias. O Israel Today está fazendo sua pequena parte no aumento da produção de alimentos de Israel, plantando mais oliveiras para produzir azeite.

Como já escrevemos a respeito de profecias e predições, é aconselhável manter-se informado e orar informado. Você também pode querer acompanhar os preços dos alimentos e até mesmo cultivar parte de sua própria comida, seja em um jardim ou em um vaso de flores.

Fonte: Israel Today.

06 de junho de 2021.

Postagens Relacionadas

Deixe um comentário