Home GuerrasChina x EUA China pede aos EUA que ‘interrompam todos os intercâmbios oficiais’ com Taiwan

China pede aos EUA que ‘interrompam todos os intercâmbios oficiais’ com Taiwan

por Últimos Acontecimentos
279 Visualizações

Em agosto, o Ministério das Relações Exteriores da China anunciou a retirada do embaixador chinês da Lituânia e culpou a decisão lituana de permitir que Taipé abrisse um escritório de representação sob o nome de Taiwan.

A China pediu aos EUA que “interrompam todos os intercâmbios” com Taiwan em meio a relatos de que os EUA estariam “considerando seriamente” mudar o nome do escritório de Taiwan em Washington.

“Os EUA devem lidar com a questão de Taiwan com prudência para não prejudicar seriamente as relações China-EUA, a paz e a estabilidade no estreito de Taiwan”, disse Zhao Lijian, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, em entrevista coletiva em Pequim nesta segunda-feira (13), citado pela agência Anadolu.

A reação de Pequim veio depois que foram veiculadas notícias afirmando que Washington estava “considerando seriamente mudar o nome do Escritório de Representação Econômica e Cultural de Taipé nos EUA [TECRO, na sigla em inglês] para Escritório de Representação de Taiwan”, comentou Zhao.

A informação foi avançada pelo jornal Financial Times na sexta-feira (10). O porta-voz da chancelaria chinesa acrescentou que a China “apresentou representações solenes” aos EUA sobre o assunto.

Exercícios militares

Nesta segunda-feira (13), Taiwan deu início à 37ª edição de seus exercícios militares anuais Han Kuang. Os treinamentos ocorrem até sexta-feira (17) e vão para testar a capacidade de defesa das Forças Armadas de Taipé para evitar uma possível invasão chinesa.

“Um dos exercícios no primeiro dia visa testar soldados contra a ameaça CBRN [Química, Biológica, Radiológica, Nuclear, na sigla em inglês]. Soldados do 39º Grupo do Exército Químico ROC (República da China – Taiwan) foram enviados para conduzir a descontaminação após um ataque simulado de arma biológica”, disse o Ministério da Defesa de Taiwan, citado pela mídia.

Pequim afirma que Taiwan é uma “província independentista”, enquanto Taipé insiste que é independente desde 1949. Os vínculos entre Taiwan e a China continental apenas foram restabelecidos na questão empresarial e informal no final da década de 1980.

Taipé tem mantido relações diplomáticas independentes com pelo menos 16 nações, irritando Pequim.

Em agosto, o Ministério das Relações Exteriores da China anunciou a retirada do embaixador Shen Zhifei de Vilnius, e exigiu que o enviado da Lituânia deixasse Pequim. O ministério culpou a decisão lituana de permitir que Taipé abrisse um escritório de representação sob o nome de Taiwan, algo que “mina gravemente a soberania e integridade territorial da China”, segundo o comunicado da chancelaria chinesa.

Fonte: Sputnik.

“E ouvireis de guerras e de rumores de guerras;…” Mateus 24:6

13 de setembro de 2021.

Postagens Relacionadas

Deixe um comentário